MEIA FILOSOFIA

meio vazio

FILOSOFIA CAIPIRA

por Paulo Zifum

-Na verdade compadre, tudo é tão pela metade.
-Pois que é, seu Mané. O que é, é.
-E como se diz em tupi: Uóréver iubí iubí.
-Mas, compadre Cristiano, isso não é americano?
– Que será, será! Me desculpe, foi engano. 
-Mas, me dê sinceridade. O que te é tão pela metade?
-Pois que digo sem rodeio. A vida só enche até o meio.
-Meio vazio, meio cheio? Me ensine, que eu creio.
-O que Deus deu pro cê e pra mim, paga a conta até o fim.
-Mas, quem diz que tá vazio?
-Já morreu, sem fé, com frio.
-E pra encher, o que fazer?
-A verdade, meu compadre, o que é bom tá na metade.
-Ê iê! É difícil de entender.
-Mas não é pro entendimento. É de um puro tratamento.
-Tratamento?
-Pouca coisa se precisa pra se ter contentamento
-A metade já tá boa? Isso é acomodamento.
-Meu compadre desatento! Essa vida é como um vento.
-Vamos ver seu argumento.
-Tem o preço e o valor, tem dinheiro e tem amor.
-Diferentes sim senhor.
-Pode um homem com um preço, transbordar de adereço.
-Continue. Agradeço.
-A ganância, dinheirinho, sempre quer mais pouquinho.
-O valor é diferente, quem tem pouco tá contente.
-Quem confunde preço e valor, tá no escuro sem amor.
-Meu compadre! Isso é verdade!
-Cê gostou? É só metade!
 
 
DESENVOLVA SUA FILOSOFIA!
Anúncios

Um comentário sobre “MEIA FILOSOFIA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s