MENINAS DE DEUS

DNA
 
Paulo Zifum
 
Era uma vez quatro meninas
Adenina, Timina, Citosina e Guanina
Trabalham na central de dados DNA
Elaboram todas as informações da agência
Inteligentíssimas a ponto do assombro
Dominam o conhecimento de tudo de modo associado
Elas desenvolvem o projeto chamado Genoma
Foram descobertas por James Watson e Francis Crick
Muitos quiseram definir de onde as meninas vieram
Mas elas não respondem, não falam
Apenas trabalham
Fazem parte do desígnio inteligente
Operam o mais complexo programa digital que já existiu
Processam o banco de dados original
Definem a cor da pele, dos olhos, do cabelo, altura, massa corporal
Definem os dentes, ossos, formato do rosto, modulação da voz
Definem padrões de humor, padrões de inteligência, padrões de saúde
Definem força, aptidões, acuidade, estrutura hormonal
E, talvez, até a quantidade de dias de vida
São apenas quatro meninas
São só meninas
É como se Deus risse dos cientistas que caem em mais uma de suas ciladas
E caem num abismo profundo do universo quântico num cair sem fim
Dando aos ateístas bastante tempo
Para desenvolverem teorias sobre como tudo isso apareceu
As meninas caem na gargalhada
E os crentes arregalam os olhos dizem: Glória!
E caem no mesmo abismo que os descrentes
Só com uma diferença: os crentes voam
As meninas do DNA sussurram:  Vocês ainda não viram nada!
 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s