FAMÍLIA FERIDA

pai e filho
Paulo Zifum
 
                 “ele converterá o coração dos pais aos filhos e dos filhos aos pais”   
                                                                Livro do profeta Malaquias          
 
      Há um abismo entre pais e filhos. Há uma falha grave na comunicação. Há uma desonra histórica. Há uma juventude desobediente e uma paternidade negligente e irada. E esse quadro explica a violência e a falta de estabilidade conjugal. Há uma ferida na família. Há uma maldição no Brasil com relação ao futuro da família. 
      Embora a expressão “maldição” seja forte, ela é adequada para o aviso profético diante do cenário que se apresenta diante de nós. Precisamos da misericórdia de Deus, de Sua ação conversora, a começar das famílias da Igreja, para converter filhos aos pais e os pais aos filhos. As famílias da Igreja sempre foram fonte de esperança para a sociedade impenitente.
      Mas, o coração  de uma pessoa não pode ser acessado e mudado por simples palavras de advertência ou discurso moral. Só Deus pode converter um coração teimoso e mau em um ensinável e bondoso. 
      O governo pode oferecer prestação de serviço nas áreas da educação, saúde e segurança, mas, não pode converter o coração de uma sociedade individualista. O governo pode ativar políticas públicas que favoreçam as famílias, mas, não conseguirá criar pontes para unir corações de pais e filhos. Essa é uma obra muito cara que só Deus pode financiar.
       Há quem diga que esse discurso seja estritamente religioso, moralista, reducionista e negativo. Mas,  ninguém em sã consciência, pode dizer que não percebe o empobrecimento humano da família brasileira e que, as ações humanas para redimir o caos tem se mostrado inócuas. Não sou pessimista, mas tenho certeza que Escolas Públicas e  ONG’s não podem substituir o papel da família tradicional estabelecido por Deus. E entenda “família tradicional” aquela de cultura judaico-cristã que a Bíblia apresenta, onde o materialismo é combatido e a estrutura hierárquica é bem definida.
      Só Deus pode converter uma família. Só Deus pode criar uma sociedade cujas as famílias vivam o padrão original, onde pais e filhos reflitam o caráter de Deus. A família tem seu papel sacerdotal e não apenas de gerenciamento de recursos e de afetividades presas a esses recursos.  Só Deus pode converter e  transcender.
      Deus pode curar as tantas feridas cometidas entre pais e filhos e remover o muro de inimizade feito com massa  de mágoa. Só ele pode corrigir anos e anos de vida sem oração e sem devoção. E Ele o fará, se um pai ou mãe, filho ou filha, avô ou avó, neto ou neta, fizerem suas preces. Talvez, ainda haja esperança para a próxima geração no Brasil, a começar das famíliaS cristãs. 
 
 
 
Anúncios

Um comentário sobre “FAMÍLIA FERIDA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s