MEMATO SEM EQUILÍBRIO

113023_Papel-de-Parede-O-Advogado-do-Diabo-The-Devils-Advocate_1600x1200_thumb[2]

Paulo Zifum

              Era uma vez uma empresa chamada Ego & Cia cujo dono chamava-se Comum. Ele contratou dois funcionários mexicanos. Um chamava-se Mecanso e o outro Descanso. O primeiro era enérgico, ágil, altamente motivado. O segundo era lento, mas muito confiável. O patrão gostava mais das ideias de Mecanso e evitava perguntar as coisas para Descanso, embora este sempre lhe transmitia sabedoria. Certo dia o patrão ficou doente e pediu a Mecanso para realizar alguns pagamentos e tarefas, mas esse fracassou. Comum chamou Descanso e passou-lhe as tarefas, isso também foi um fiasco. Decepcionado, demitiu os dois. Contratou Meestresso e Tranquilizo, executivos italianos. Depois de um tempo, viajou e deixou a empresa nas mãos de Meestresso. Quando voltou a empresa estava à beira da falência. Demitiu Meestresso e colocou Tranquilizo na presidência, mas a empresa quase faliu.
             Deprimido, Comum foi procurar ajuda com Pressa, que rapidamente o aconselha a não contratar só profissionais formados, mas treinar alguém de confiança para assumir seu lugar. Comum, depois de readmitir os funcionários antigos, contratou um jovem inexperiente chamado Equilíbrio e o colocou para trabalhar com os outros, servindo e aprendendo. O jovem cresceu tanto dentro da empresa que logo tornou-se sócio acionista. Comum consultou Pressa e reclamou por estar perdendo o controle da empresa. O conselheiro o persuadiu a mandar Equilíbrio embora e contratar apenas um funcionário. O cobiçoso empresário fez o orientado e contratou Memato, um voraz executivo americano. Embora Memato fosse jovem, em pouco tempo enriqueceu seu patrão. O empresário decidiu aposentar-se para desfrutar um pouco, mas Memato o envenenou para assumir o controle.
            Moribundo, Comum não conseguia parar de trabalhar, foi então que recebeu a visita de Pressa. Com voz trêmula, o empresário perguntou ao consultor: – O que fiz de errado? Ele respondeu: -Você não soube manter seus funcionários dentro de suas limitações e não deixou Equilíbrio tornar-se seu patrão. Hoje você estaria apenas com Descanso e os relatórios de Tranquilizo. O empresário então, quis saber porque o último conselho do consultor foi contratar Memato.  O consultor, de modo pavoroso, mostrou dentes pontudos e disse: Na verdade era para você contratar Memato, meu executivo, logo no segundo conselho, mas Misercórdia, enviou Equílibrio e você o contratou primeiro. Se não fosse esse atraso eu já teria esgotado você bem antes. Ainda bem, que sua cobiça nos ajudou. O empresário, vendo quem era seu conselheiro, clamou por Misericórdia, mas seu expediente já tinha encerrado. O pobre Comum trabalhou para Memato até morrer. 
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s