HOSPITAL MARIA DE LOURDES

Sem título
Paulo Zifum
               Fiquei internado por três dias num hospital do subúrbio de São Paulo. Atendimento humanizado seria pouco, o atendimento lá é totalmente humano. Em alguns momentos tive a impressão que queriam me impressionar. O hospital não tinha recursos, mas a limpeza parecia o maior dos recursos. A alimentação era simples. A sopa tinha os poderes do amor. A enfermeira era a camareira, nutricionista,  cozinheira e a psicóloga também. O administrador sorria e nos olhava com olhar  de anjo. Tomei remédios, chás, inalações, banhos quentes e cuidados que me fizeram dormir feito criança na casa da mãe. 
             Lá eles não dão alta. O ponto alto é quando o doente se levanta e se diz pronto para seguir. Médico? Não vi nenhum. Acho que a enfermeira era a doutora. Deixei o hospital hoje pela manhã. Minha irmã e meu cunhado despediram de mim, como sempre fazem, à porta dessa Santa Casa que montaram desde que casaram. Depois que saio, diferente de tudo, tenho vontade de voltar. 
            Quando chego em casa minha esposa pergunta como foi. Digo que foi um encontro com Deus.
            
Anúncios

2 comentários sobre “HOSPITAL MARIA DE LOURDES

  1. também estive em um hospital assim varias e várias vezes!!!, mas ele acabou fechando , porque o administrador partiu, mas consegui achar outro, e estou internada nele desde então!

  2. Obrigada querido irmão, espero que volte mais vezes não doente mas se precisar vou continuar fazendo tudo quente . Amo voce!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s