COMPULSÃO POR CONTROLE

Paulo Zifum

A maioria das pessoas corre o risco de não viver suas vidas. É uma maldição do pecado, o efeito deste e a extensão de suas consequências. A vaidade, a distorção da realidade e o vazio constante gera uma insegurança que pode deflagrar uma compulsão por trabalho. Um desses trabalhos que pode consumir uma vida inteira é o desejo de controlar o outro. Inconscientes, a maioria desses compulsivos não deixa que o outro faça suas próprias escolhas e tome suas próprias decisões. Fazem isso porque acreditam ser responsáveis pela felicidade do outro. O compulsivo por controle é invasivo e impõe orientações e conselhos disfarçados de ajuda. Embora a motivação seja ajudar a resolver os problemas, o que subjaz é uma vontade pecaminosa de controle. A pessoa com esse vício muitas vezes perde pessoas mais chegadas que não suportam essa versão opressora de carência. O compulsivo é quase destruído em sua tentativa de possuir, manipular, coagir, controlar. É um pecado que torna-se uma maldição porque a pessoa acometida passa a viver em função dessa obsessão. A busca por suprir necessidades  alheias  pode ser uma virtude, conquanto respeite a individualidade do outro e limite a atender pedidos de ajuda ou preste socorro em concordância com o outro. Pais podem ultrapassar os limites da educação dos filhos, cônjuges podem servir um ao outro cobrando preço muito alto da satisfação pessoal. Se você percebe em seu perfeccionismo algo semelhante, em seus conselhos uma motivação assim, em seu rompante de tomar a frente uma “mania de Messias”, então, cuide-se. Você precisa de ajuda. Precisa confessar a outro cristão esse pecado e prestar contas do nível de arrependimento e consciência. Leia o texto abaixo e boa escalada até o Calvário.

COMPULSÃO: E então, o que é bom se tornou em morte para mim? De maneira nenhuma! Mas, para que o pecado se mostrasse como pecado, ele produziu morte em mim por meio do que era bom, de modo que por meio do mandamento ele se mostrasse extremamente pecaminoso. Sabemos que a lei é espiritual; eu, contudo, não o sou, pois fui vendido como escravo ao pecado. Não entendo o que faço. Pois não faço o que desejo, mas o que odeio” Romanos 7.13-25

Anúncios

2 comentários sobre “COMPULSÃO POR CONTROLE

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s