O PASTOR QUE QUEREMOS

ovelhas

Paulo Zifum

Não é certo negligenciarmos o ministério da palavra de Deus…   nos dedicaremos à oração e ao ministério da palavra” At. 6:2-4

         A Igreja aceita a determinação bíblica do ministério pastoral: exclusivo, dedicado ao ministério da palavra de Deus e à oração. Entendemos que Deus escolheu nosso pastor para cuidar de nossa vocação como cristãos peregrinos, cuidado oferecido com suas orações a  nosso favor e ensino firme das Escrituras, para nosso consolo ou confronto. Queremos que nosso pastor esteja em sua sala de estudos, dedicado aos livros, escrevendo sua mensagem no computador e lendo exaustivamente sua Bíblia. Desejamos que esteja ajoelhado diante dos textos de sua mensagem e rogando por todos nós cujos corações estão quebrantados, inquietos, desviados e carentes da visitação do Espírito Santo. Queremos que nosso pastor sinta, antes de nós, o terrível temor de um Deus Santo e nos conduza ao mesmo temor. Desejamos que saiba lutar com Deus por toda a noite e nos lidere até verdadeira bênção, na qual, enfim, acharemos nossa identidade em Cristo. Queremos que nosso ministro esteja cansado de estudar, trêmulo pelo Reino e não desgastado com coisas secundárias. Não queremos um pastor tecnológico que gasta tempo demais com internet; precisamos de alguém que esteja “on-line” em oração. Precisamos de um pastor que se recolha diante de Deus por todos nós. Desejamos sentir santo temor quando nosso líder subir em seu púlpito. Não iremos elogiá-lo por seus diplomas, não nos envaideceremos por ser douto em assuntos econômicos ou políticos, não o elogiaremos por ser articulado, um bom gestor ou um empreendedor. Vamos honrá-lo por nos fazer conhecer a Deus, noite e dia. Queremos um pastor que nos coloque contra a parede usando a Escritura. Não precisamos de um pregador que nos fale sobre jornais, trivialidades, tendências e modas virais. Sabemos pesquisar conforme nossa curiosidade, mas não temos a sentença da Palavra de Deus que vem do Espírito para hoje. Não precisamos ser otimizados com palavras humanas que levantem nossa autoestima, isso podemos conseguir no YouTube. Precisamos compreender nossa vida na perspectiva da Palavra de Deus.  Queremos um homem inflamado, consumido pela pregação da ardente Graça e Verdade. Queremos sentir o fogo dos olhos de Cristo através da pregação de nosso pastor.  E que, por toda sua vida, ele nos pregue a Santa Palavra, até quando Deus o retirar de nós. Nesse dia, iremos sepultá-lo com toda honra devida e colocaremos  sua espada de dois gumes em seu caixão, e entoaremos um cântico de louvor a Deus, pois, o servo do Senhor, antes de morrer, nos fez vivos por seu zeloso ministério da pregação da Palavra.

*texto inspirado na mensagem de Jonh MacArthur-Conferência de Pastores-1990.

Anúncios

3 comentários sobre “O PASTOR QUE QUEREMOS

  1. É bem isso mesmo,infelizmente devido a estes motivos muitos preferem enterrar o seu talento,por saber que a obra é exigente e Deus também. Eu não tenho vocação pastoral, mas por saber que o Deus do Novo Testamento é o mesmo de Levítico prefiro enterrar ao invés de negociar o Zelo de Deus me assombra!!!!

  2. Muito bom os textos que você posta, tem me edificado muito.
    Que os pastores tenham essa preocupação e zelo pelo ministério da palavra, levando assim muitos a viver o evangelho sadio e verdadeiro de Cristo com seu estilo de vida (dedicado em fazer a vontade de Deus, vivendo e pregando a palavra de Deus).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s