A BELEZA DA SANTA CEIA

Paulo Zifum

Como é bela e amável a esperança que o Senhor deu aos mortos quando se deitou ao lado deles, como um deles. Ressurja e apresente-se para cantar louvores a ele que o ressuscitou da destruição.” Liturgia ortodoxa síria

Quem ama o Senhor e lê o texto acima, fica sem fôlego. O tema fala do estonteante mistério da encarnação de Jesus, levada às últimas consequências. A morte do Senhor é o tema devocional da Ceia do Senhor, realizada num rito bem simples. Cristãos participam da solenidade onde recebem das mãos de um ministro devidamente treinado, um naco de pão e um pequeno cálice de suco de uva. Esses elementos trazem consigo a representação do sacrifício de Cristo, sendo o pão a figura do corpo do Senhor moído como o trigo em sua prisão e morte e sendo o suco da uva a dramática imagem do sangue derramado na cruz do Calvário. Cabe ao ministro explicar o significado desses elementos e frisar aos participantes de que a repetição da Ceia foi uma ordem dada por Jesus, para memória de seu ato de amor. A observância da Ceia mantém a identidade e a unidade dos cristãos no mundo inteiro numa tradição que une gerações desde a vinda de Cristo. Algumas igrejas obedecem a Ceia com muito mais nobreza que outras. Entre grupos cristãos a Ceia tem qualidades diversas que externam as emoções que a envolvem. Há igrejas que investem na beleza estética, porém com pouca devoção. Outras ceiam com muito emocionalismo, mas com liturgia improvisada. O ideal é que a Ceia seja uma solenidade bela, bem preparada pelo ministro e que os participantes tenham elevada reverência. A Ceia do Senhor não é um velório, mas também não é uma festa descontraída. É carregada (densa) pelo significado profundo de uma morte única, em torno de um ser humano sem igual, para marcar um momento ímpar da história, cujos efeitos não podem ser mensurados. Embora uma singela refeição, não pode ser reduzida a um simples ato religioso de elevação moral e trato da consciência. O participante que desfruta de comunhão com o Senhor, tem na Ceia alimento espiritual e também adquire mais segurança para sua alma esfacelada de fracassos pessoais. O Espírito Santo torna a salvação evidente ao confirmar a graça e o perdão no coração daquele que comunga da Mesa do Senhor. As razões (culto racional) envolvidas na Ceia operam profundas afeições no cristão bem ensinado, mas são desconhecidas por aqueles que não tiveram progresso no conhecimento do Evangelho. O cristão tomará a Ceia por toda vida sem, contudo, alcançar uma compreensão plena da profundidade, largura e altura do amor, presente no sacrifício do Cordeiro de Deus. Por isso, repetir essa Santa Refeição nunca é enfadonho.

Como é bela e amável a esperança que o Senhor deu aos mortos quando se deitou ao lado deles, como um deles. Ressurja e apresente-se para cantar louvores a ele que o ressuscitou da destruição.”

Como você toma a Ceia do Senhor? Deus nos ajude a comer e beber desse memorial discernindo sua beleza, encanto e seriedade.

Anúncios

Um comentário sobre “A BELEZA DA SANTA CEIA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s