ME VEJO LÁ

Paulo Zifum

Ah! O homem! Maravilhosa criatura de sonhos e visões. E vai a lugares onde imagina. E realiza façanhas. Ele se vê no futuro. E diz: déjà vu. Quem é como o homem? Se Deus permite, não tem limite. Ah! O homem! Criatura aventureira. Se vê num barco para Társis, folgado  e livre. Se imagina numa terra distante, longe do olhos de Deus.  Assim como sonha, faz. Se Deus não impede, consequência não mede. Pensa em fugir daquele que não compreende. E se Deus permitir, vai conseguir. E vai, faz festa e ri. Enquanto recurso houver, imagina loucuras. Até que o sonho acaba e a vida amarga. Quando o filho acorda, imagina Deus, volta. E sonha com seu perdão. E pensa em sair do inferno, onde nem se imagina. E se vê nos braços do Pai, chorando, em casa de novo. Se Cristo disser que sim, voltará ao paraíso. Ah! O homem! Envolto de esperança. Enquanto fôlego tiver, no último suspiro pode realizar o sonho derradeiro. Se for Deus, seu amor último, ressuscitará para sonhar. Se não, então, o sonho acabou.

Anúncios

Um comentário sobre “ME VEJO LÁ

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s