CAMA FOFA

Paulo Zifum

Acordei doendo, mas levantei para reagir e fui trabalhar para não desistir. Sorri para disfarçar e orei para não desmaiar. Tomei humilde, vários remédios. Marquei consulta com mais médicos. Meus pensamentos escurecem. Sinto vontade de cair. Desejo de entregar o jogo. Doença e Saúde. Que luta! Quem vai vencer? Tomo leite com chocolate. Digo que vou melhorar. Mas, meu corpo ainda não acredita e insiste em me lembrar dos espinhos. Deus parece calado e não me fala de cura. Ó Deus! Que vida dura!

Ele nada fala. Meu Enfermeiro de mim se aproxima e afofa minha cama, por Salmos, amigos e anjos. Por seu Santo Espírito que me faz pensar coisas boas, que me faz ter conforto para deitar e coragem para levantar. Até quando, não sei. A única coisa que sei é que minha cama é fofa, mesmo que a vida seja dura.

Ela dorme Amada*, doente, mas amada.

*Ama(n)da

Anúncios

6 comentários sobre “CAMA FOFA

  1. Conheço essa história de perto. Confesso, as vezes gostaria de ter dons para mudar, mas quando falo com nossa Amada vejo o quanto preciso amadurer e aprender a compreender o silêncio e somente a Cristo amar e confiar.

  2. Exatamente assim! Todos os dias, vivo cada detalhe dessas palavras.
    “Meus pensamentos escurecem. Sinto vontade de cair. Desejo de entregar o jogo.”
    “Por seu Santo Espírito que me faz pensar coisas boas, que me faz ter conforto para deitar e coragem para levantar”.

    Obrigada Zifum, por escrever aquilo que só consigo pensar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s