EXIGIR DECISÃO DOS CRENTES

Paulo Zifum

Eu e minha casa serviremos ao Senhor” Josué 24.15

Exigir decisão é uma das funções da liderança. A Bíblia nos fala de um momento crucial na vida da recém criada nação israelita depois que venceram os povos de Canaã e tomaram posse da terra. Esse momento, liderado pelo velho general Josué, exigia cuidado porque as facilidades e prosperidade que a nação viveria poderia ocasionar enfraquecimento da fé   Quando tudo parecia estar resolvido, Josué levanta a dúvida: Será que é isso mesmo que vocês querem? Vamos conferir! (Js.24.14).

Pais e líderes da Igreja de tempos em tempos, devem convocar os crentes a reafirmar seu compromisso com Deus. Tudo parece estar resolvido, todos são crentes e está tudo bem, até que Deus levante um líder para confrontar a todos. O Senhor fez isso com seus discípulos, pois diz:”Desde então muitos dos seus discípulos tornaram para trás, e já não andavam com ele. Então disse Jesus aos doze: Quereis vós também retirar-vos?” (Jo.6.66-67). Nessas horas os cristãos tem a rica oportunidade de reafirmar, renovar a aliança com Cristo. E todos nós precisamos parar, avaliar se de fato estamos andando no Senhor, se de fato o conhecemos como Soberano, se realmente nosso coração está no culto, se de fato o servimos de modo inteiro.

Josué tinha mais de 80 anos quando fez a pergunta simples que impactou aquela geração. Depois de sua morte, ninguém se desviou, pois diz: “E serviu o povo ao Senhor todos os dias de Josué, e todos os dias dos anciãos que ainda sobreviveram depois de Josué, e viram toda aquela grande obra do Senhor, que fizera a Israel.” Jz.2.7. Mas quando não temos  líder para nos confrontar, podemos cair no despenhadeiro que a geração posterior a Josué caiu, pois também se diz: “outra geração após ela se levantou, que não conhecia ao Senhor, nem tampouco a obra que ele fizera a Israel.
Então fizeram os filhos de Israel o que era mau aos olhos do Senhor” Jz.2.10.

Em nossos dias algumas “casas” (sejam núcleos familiares ou igrejas) caem nas garras da cultura e suas conveniências. Os filhos podem não manter o pacto assumido pelos pais, por isso, todas as famílias e igrejas precisam de tempos em tempos reunir-se em assembleia não para tratar de coisas administrativas, festas, projetos e compras, mas para fazer uma “profilaxia do coração”. O Mundo e o Diabo introduzem dúvidas e tentam os cristãos com sensualidade e vaidade, mas são os ídolos do coração, que brotam da Carne, que é fraca, que faz com que os filhos de Deus vacilem. E quando os crentes ficam divididos deixam de ser aptos para o Reino. A resolução de Josué deve ser exigida dos pais aos filhos, dos líderes da igreja aos membros e o compromisso deve ser reafirmado sempre.

Anúncios

2 comentários sobre “EXIGIR DECISÃO DOS CRENTES

  1. Eu concordo, o confronto muitas vezes nos deixa muito desconfortável, mas é necessário para o nosso crescimento. Amei o texto!

  2. Perfeito.porque infelizmente, com o passar do tempo vamos nos esquecendo dos compromissos assumido por ocasião de nosso batismo, principalmente com a Igreja.na minha opinião, deveríamos renovar nossos votos uma vez por ano.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s