NÃO-LUGAR

Paulo Zifum

A parábola do Filho Pródigo (https://www.bibliaonline.com.br/nvi/lc/15) conta nossa história. Revela o quanto eu e você vivemos no “não-lugar”*. Quando estamos em casa, temos desejos secretos e extravagantes de Pasárgada. Quando alguém tem coragem de largar tudo pra correr atrás de seu sonho, ficamos ressentidos com gente que pareça mais livre e feliz. O filho mais velho era tão deslocado quanto o mais novo. Parece que “voltar para casa” é uma necessidade tanto daquele que rompe com a moral quanto daquele que se sustenta dela. Eram dois filhos infelizes na casa de um Pai amoroso. Assim nos parece o homem no mundo criado e sustentado por Deus. O poeta Vicente de Carvalho acertou quando respirou os seguintes versos:

O eterno sonho da alma desterrada.           Sonho que a traz ansiosa e embevecida,
É uma hora feliz, sempre adiada.                     E que não chega nunca em toda a vida.
Felicidade que supomos,                            Árvore milagrosa, que sonhamos
Toda arreada de dourados pomos,            Existe, sim : mas nós não a alcançamos
Porque está sempre onde a pomos.               E nunca a pomos onde nós estamos.

A Parábola resume nossa busca: liberdade em terra distante ou ardente expectativa por uma festa de reconhecimento por todos os nossos serviços. Liberdade ou reconhecimento são “rações” com as quais nos domesticamos.

Mas, ainda bem que o Pai está lá para nos deixar sair em busca da “felicidade”. Esse mesmo Pai permanece de braços abertos para nos deixar voltar. E imaginamos que, tanto o filho mais novo quanto mais velho devem ter percebido o quanto haviam desperdiçado suas vidas.

Alguns se desviam e passam anos longe de casa, outros ficam em casa sobrecarregados com as regras e responsabilidades. O não-lugar traz essa sensação de vazio aqui e frustração lá. Onde achar descanso para a alma? Onde teremos real satisfação?

O Pai ajuda seus filhos a saírem do “não-lugar” mostrando o caminho volta para casa, a verdadeira.

*Vale a pena ler a obra Não-Lugares de Marc Augé (antropologia)

Anúncios

Um comentário sobre “NÃO-LUGAR

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s