PALAVRA MEDICINAL PARA A VIDA CONJUGAL

filme 3

Paulo Zifum

Falar é a única forma de realizar um casamento legítimo. Diante do Juiz de Paz os nubentes devem dizer “sim” e isso basta. Falar é também uma das formas de se manter um casamento. Com palavras podemos tanto curar como adoecer. Palavras podem ser medicinais ou letais. Por vezes temos boas intenções, mas a comunicação é uma fonte de confusão. A língua é como um leme que pode fazer a vida conjugal rasgar como um Titanic na dureza do gelo do coração.

O ser humano precisa de ajuda no uso de suas palavras. Precisa de um tratamento do coração para poder produzir palavras medicinais, palavras  de vida. E nisso os cristãos concordam: Em nós não habita bem nenhum e nosso coração é enganoso e corrupto. Nossas palavras são frequentemente sobre “sentimentos racalcados”, em torno que temas “batidos” como a defesa de alguma razão, reclamação de algum direito ou alguma ameaça fria.

Esse é o motivo, talvez, porque o Espírito Santo desceu como língua de fogo. Talvez uma alusão a Isaías capítulo 6 onde se faz necessário “queimar a boca” primeiro. O Espírito Santo na festa do Pentecoste veio sobre cristãos e os capacitou a falar e a orar. O profeta Joel já havia predito que o Espirito seria derramado sobre “toda carne” e que o sinal seria: falar segundo os oráculos de Deus. E parece que um dos bons sinais da pessoa cheia do Espírito é que ela fala de modo surpreendente, fluindo rios de água viva.

O casamento tem muitas enfermidades. Não poderá curar ou redimir-se só com nossas palavras de “me desculpe” ou “vamos tentar assim”. O casamento precisa da medicina de Palavras Bíblicas e orações no Espírito que só ele produz. Precisa de palavras de compaixão e compreensão que são dadas ao cônjuge e que vão além de suas limitações. O Espírito Santo pode desenvolver em nós “o mesmo sentimento que houve em Jesus” e nos fazer dizer palavras que farão o coração de nosso cônjuge “arder” de modo redentor.

Teologia Aplicada sobre o Espírito Santo/ Textos Bíblicos usados: Pv.16.24; Pv.18.21; At.2.1-4; Jr.17.9; Tg.3.6; Jo.7.38; Fp.2.5; Ef.5.18;

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s