ESCONDER JOÁS

MATANÇA DOS INOCENTES  de Guido Reni

Paulo Zifum

Quando Atalia, soube que seu filho, o rei Acazias, fora assassinado, mandou matar todos os seus netos, herdeiros do trono. Mas, Jeoseba, filha do rei Jeorão e irmã de Acazias, pegou o pequenino Joás e o escondeu num quarto, junto com a sua ama, evitando assim que fosse morto. Seis anos ele ficou escondido com ela no templo do Senhor, enquanto a sinistra Atalia governava o país (2Rs.11.1-3).

O texto acima é um dramático relato bíblico que nos faz pensar nas crianças. Elas não escolhem a época em que nascem e frequentemente ficam expostas. A perseguição contra os infantes é marca da história humana. Satanás move suas agências para impedir que herdeiros legítimos governem o mundo. Ele tem obsessão pelo poder e crianças são sempre uma “caixinha de surpresas”.

Desde Faraó até Atalia, chegando a Herodes, há uma atmosfera de malignidade para matar crianças. E hoje os modos de “roubar, matar e destruir” um pequenino vão de palavras de maldição até visualizações na internet. Uma vez atingida, a criança fica incapaz de reinar para o bem do mundo. Não é o egoísmo, hedonismo e narcisismo dos jovens um sinal de que não escaparam?

Mas, ainda bem que o mundo está cheio de Jeosebas e Joiadas que escondem crianças em situação de risco. E essa é a razão de ainda termos homens e mulheres sóbrios para manutenção do bem. Porém, de quem estamos falando?

Falamos de mães que, quando percebem o perigo se apressam em esconder os filhos de três maneiras: 1-Com orações a Deus. 2-Com uma boa surra. 3-Com uma boa Escola Bíblica. As mulheres ágeis como Jeoseba não ficam assistindo os demônios marcharem contra a criança indefesa. São capazes de disciplinar com vara para proteger suas crias do “monstro da rebeldia” (pois quebrar uma vontade que não quer limites é o modo sapiencial de esconder do mal). A criança entregue a si mesma fica exposta ao “leão que anda em derredor“. Essas mães, avós e tias arrancam Joás da cama e carregam para Escola Bíblica Dominical.

Falamos de pais que fazem como Joiada (leia sobre ele na continuidade do texto de Reis). São homens corajosos que usam a espada para proteger a vocação de seus filhos. Homens que sabem proteger dos ataques sinistros do Diabo. Verdadeiros sacerdotes que não se calam diante de “ideologia de gênero” ou qualquer tentiva do Estado de educar filhos segundo o Maligno. Governos podem usurpar o poder por anos, mas Joiada sabe que o menino escondido se levantará no tempo de Deus para cumprir misericórdia e justiça.

Falamos também da Igreja que tem acolhido crianças e protegido gerações inteiras. Meninos e meninas que, se não fossem escondidos, jamais teriam sobrevivido. Eu sou uma dessas crianças e não sei o que seria de mim se não tivessem me escondido em Cristo.

A conclusão que chegamos é que a tarefa de “esconder” crianças do mal é um discernimento que todos os cristãos devem ter, segundo a palavra que diz: Levanta-te, e toma o menino… porque Herodes há de procurar para o matar”  Mt.2.13

Anúncios

3 comentários sobre “ESCONDER JOÁS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s