O BALANÇO DO TEMPO

tempo blaança

Paulo Zifum

Para tudo há uma ocasião, e um tempo para cada propósito debaixo do céu: tempo de nascer e tempo de morrer, tempo de plantar e tempo de arrancar o que se plantou, tempo de matar e tempo de curar, tempo de derrubar e tempo de construir, tempo de chorar e tempo de rir, tempo de prantear e tempo de dançar,tempo de espalhar pedras e tempo de ajuntá-las, tempo de abraçar e tempo de se conter, tempo de procurar e tempo de desistir, tempo de guardar e tempo de lançar fora, tempo de rasgar e tempo de costurar, tempo de calar e tempo de falar, tempo de amar e tempo de odiar, tempo de lutar e tempo de viver em paz.” Eclesiastes 3.1-8

BEM LEGAL! CLIQUE NA MÚSICA E LEIA O TEXTO ACIMA COM UM PENSAMENTO ALEATÓRIO, DEIXE O BALANÇO TE AJUDAR A CAPTAR A SABEDORIA CONTIDA. PENSE NAS SITUAÇÕES DE SUA VIDA E COMO AS COISAS VEM E VÃO.

As coisas que fazemos e as que fazem conosco, o que vivemos e o que deixamos de viver, nos levam a perceber que não é sábio tentar segurar a vida num só estado. Manter-se inflexível e rígido é bom, mas só por um tempo. E, por um tempo, devemos deixar rolar, e não tentar controlar. Nessa serenidade, podemos aceitar um fracasso sem se justificar. Saber quando voltar a abraçar. Não rejeitar sempre.

O texto de Salomão citado acima é um tratado de equilíbrio. Note que quando finaliza diz: “há tempo de lutar”, mas não diz depois que “há tempo de parar de brigar”. No balanço do tempo a luta é constante como quem sempre dá um impulso.

E a qual é essa “briga” que com o tempo não cessa? É a de manter-se: nem tristeza demais e nem alegria demais, nem depressão e nem euforia maluca, nem muito melado e nem azedo demais, nem justo demais e nem perverso. A luta é viver em paz dentro do balanço incontrolável do tempo.

Rindo ou chorando, quieto ou gritando, murmurando ou louvando: Procure crescer enquanto o tempo te embala. Bom balanço!

 

Anúncios

2 comentários sobre “O BALANÇO DO TEMPO

  1. Eu devo deixar rolar, não tentar controlar 😦
    Após tantas idas e vindas na minha vida, coisas que foram e voltaram, coisas que nem foram, temo perder o controle e azedar demais. Mais embalo o tempo e as estações, do que sou embalada.

    Aprendiz….

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s