GAME OVER?

GAME OVER

Paulo Zifum

Estamos no fim da partida. Partimos em janeiro e já estamos no fim de dezembro. O jogo é atravessar os 12 meses e chegar com boas realizações no final. Nem todos chegam.

Na reta final, dizem que quem já perdeu não dá pra fazer nada. Só resta assistir e dar aquelas profetizadas decantadas do tipo “esse ano foi difícil, mas o ano que vem as coisas vão melhorar”.

Mas, será que é possível nos últimos dias recuperar um ano? Ou será que devemos só entregar os pontos? A reposta é sim e não.

Alguns anos são difíceis, e determinados fracassos exigem que o participante se recolha por alguns dias. Reconhecer uma derrota denota equilíbrio. Existem perdas que são irreversíveis. O ano que passou pode ter sido um desastre. Entregar os pontos, nesses casos, é o que se tem a fazer.

Porém, é possível no dia 30 fazer algo surpreendente para “virar o jogo”. Com a ajuda de Deus, podemos realizar proezas, restaurar emoções, aprumar o espírito, retomar sonhos, consertar o coração e relacionamentos. É possível receber uma visão redentora do “ano lixo” e fazer um balanço não convencional das perdas e danos. Atitudes extraordinárias podem mudar os rumos da nossa história. Orações suplicantes podem ser atendidas antes que o “jogo” acabe.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s