ENCONTRAR COM PROFETAS

Paulo Zifum

para que eu possa apanhar a casa de Israel no seu próprio coração” Profeta Ezequiel 14.5

Assim caminha a humanidade: tranquila, justificando tudo o que faz, mantendo o sigilo de pecados pessoais e a cumplicidade dos coletivos. Porém, esse sossego acaba quando aparece o profeta e seu modo perturbador de falar como quem descobriu os segredos.

O ministério profético* é muito desconfortável, mas é essencial para que a sociedade e a igreja mantenham-se em pé, pois está escrito: “não havendo profecia o povo se corrompe” (Pv.29.18).

A importância da ação profética pode ser percebida no ministério de Jesus. As pessoas normalmente se auto-enganam (Pv.21.2) e precisam, no momento certo, serem confrontadas. Cristo, com amor e firmeza, revelava o conteúdo enganoso do coração.

A mulher samaritana queria conversar sobre conhecimentos teológicos. A conversa estava interessante até tornar-se desconcertante. Jesus “apanha” a mulher no exato ídolo de seu coração (Jo.4). Depois, o mestre tem um encontro com um certo jovem rico que se achava muito piedoso e que só lhe faltava alguns detalhes para a perfeição. Aquele encontro foi ruim para o moço porque o mestre não lhe poupou, antes revelou o engano de sua idolatria (Mc.10.17-31). Outra momento, Pedro é que foi surpreendido quando o Senhor mostra que, seu excesso de segurança e auto-promoção tinha um fundo suspeito e idólatra (Lc.22-31-46).

Note que a ação de Jesus é sempre baseada no ensino e confronto do primeiro mandamento: “não terás outros deuses diante de mim” (Ex.20.1-3). O expediente de “revelamentos” de coisas infantis de cunho doméstico não devem ser alvos de um ministério sério. A profecia apanha os homens naquilo que eles não percebem. É um instrumento poderoso para desfazer sofismas, capaz de dividir alma e espírito, apta para discernir pensamentos e propósito do coração (2Co.10.4; Hb.4.12). E, o rei Davi, todo descuidado, que o diga! Ele experimentou de modo cortante a ação do profeta Natã, que revelou seu esquema de corrupção (2Sm.12).

Você está lá, caminhando no maior sossego, indo para reuniões religiosas, se achando uma pessoa muito boa, justificando erros, sendo indulgente consigo mesmo, até que… quando… de repente…

*MINISTÉRIO PROFÉTICO legítimo é aquele que opera por meio do ensino, para esclarecimento das Escrituras Sagradas (a Bíblia). Esse ministério é hoje exercido de forma coesa pela Igreja cuja doutrina usa o método de interpretação histórico-gramatical dos textos bíblicos (algumas igrejas passam bem longe disso). Ora, essa exposição das Escrituras gera exortações e confrontos, criando uma contra-cultura. E, além de duras advertências, a Igreja também traz sobre as pessoas as consolações corretas, dando esperanças seguras, segundo a Palavra de Deus.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s