O QUE VEJO NO ESPELHO

Paulo Zifum

Eu sou imagem e semelhança de Deus?  Ah! Quando me vejo no espelho, o que vejo? Me encarei como nunca fiz para fazer uma pergunta a mim. Olhei bem nos olhos dele e, notei um leve estrabismo e os pequenos defeitos do rosto. Demorei para me concentrar no propósito teológico. Ainda me detive na decepção de não ter a beleza de Chris Evans.

Voltei para o esforço de me olhar integralmente. Vejo a bondade? Vejo vestígios da encarnação da verdade? Ah! Meus olhos chegam a marejar no espelho. Eu não sou um bom reflexo, ó Senhor! O espelho parece embaçado. Vejo um homem como se fosse uma árvore. Minha percepção de início desanima.

Ao sair, acalentei um pensamento redentor: o homem a quem olhei é amado por Deus. Cristo veio ao mundo e olhou no mesmo espelho que eu, depois logo morreu por mim, para que, um dia, eu possa ver a glória de Deus como ele via quando se via.

E todos nós, com o rosto desvendado, contemplando, como por espelho, a glória do Senhor, somos transformados, de glória em glória, na sua própria imagem, como pelo Senhor, o Espírito” (2Co.3.18)

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s