PREGAÇÃO SENSUAL

Paulo Zifum

 

Não o tipo de sensual que você está pensando. Pregação sensual é o discurso emotivo, que procura reparar sentimentos reprimidos (tanto dos ouvintes como do pregador). Os brasileiros, em geral, andam muito ressentidos por privações materiais e relacionais, e estão mais abertos a esse tipo de produto.

Em alguns discursos parece que o grande interesse de Deus é nos fazer sentir amados, amparados e animados. Dizer “Deus é contigo” faz “sentir” ânimo, e não há nada de errado em animar as pessoas. Porém, frases de ânimo na Bíblia eram usadas para pessoas cuja missão incluía o risco real de morte ou tinham sido severamente disciplinadas. Animar o tempo todo é “mimar”.

Quando questões emocionais são enfatizadas, elas roubam a cena. Apelos de fé para se obter a vitória podem simular a mensagem da Cruz, porém, muitas vezes, são sensuais num disfarce de consagração. O objetivo não é a glória de Deus e sim o triunfo histórico do indivíduo.

Uma igreja carente emocionalmente apreciará mais uma pregação sensual, onde suas imperfeições serão acolhidas. Também pode gostar de exortações que a otimize para lutar pela vida. De um jeito ou de outro ficará semelhante aos “gentios” que lotam auditórios de palestras motivacionais.

Não quero ser chato nem negativo. Mas esse tipo de sensualidade nos púlpitos rouba o realismo. A vida é composta de vales e montes, triunfos e derrotas, segurança e insegurança. E o ator principal do Salmo 23 não é a ovelha, não é seu bem-estar, não é sua segurança, não é o ato da “mesa na presença dos adversários”. O ator principal é o Pastor do Salmo e, quando diz “ainda que eu ande”, a ênfase está na confiança nele e não em “minha vitória vai chegar”.

Pregue a palavra, esteja preparado a tempo e fora de tempo, repreenda, corrija, exorte com toda a paciência e doutrina. Pois virá o tempo em que não suportarão a sã doutrina; pelo contrário, sentindo coceira nos ouvidos, segundo os seus próprios desejos juntarão mestres para si mesmos. Eles se recusarão a dar ouvidos à verdade, voltando-se para os mitos.” 2Tm.4.2-4

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s