QUANDO ESTOU SEM ELA

Resultado de imagem para homem com saudade da mulher

Paulo Zifum

Uma sensação de que tenho o dobro do tempo para fazer várias coisas. Dá um certo frenesi, que é um tipo de alegria. Começo com pequenas contravenções, tipo não tomar banho. Depois vou espalhando as roupas como tapetinhos pelo quarto. São várias transgressões, desde tomar coca-cola de manhã até repetir a mesma cueca. Quando percebo que estou realmente sozinho e livre, então, faço a pior das maldades, vou ao supermercado comprar aquilo que realmente é bacana, como aqueles produtos caros. Depois começo a marcar compromissos e trabalhar tipo 18 horas por dia, tentando aproveitar o máximo, até a exaustão. Sim! Ali estava eu, um homem realizado, curtindo sua liberdade, trabalhando igual um celular de adolescente, comendo bobagens vendo TV, dormindo tarde e não arrumando nada. Ninguém pedindo para lavar o carro, nem consertar nada, nem colocar as coisas no lugar. Sim! Ninguém para conversar, ninguém para abraçar, ninguém para me esperar, ninguém para me receber. Sentei na cama com o controle numa mão e o celular na outra, pensei: Vou… pedir uma pizza. Sim! Não vou me entregar. Afinal: -Sou um homem ou feixe de capim? Eu sou capaz! Posso viver minha vida, repito, minha própria vida. Peguei e liguei: -Querida, eu quero que você volte pra casa.

Anúncios

2 comentários sobre “QUANDO ESTOU SEM ELA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s