AULA à SECO

Imagem relacionada

Paulo Zifum

Professor de teologia entra na sala e diz:

-Anotem! Cairá na avaliação oral*: Hamartiologia (doutrina do pecado). O pecado pode atingir os atos mais simples da vida diária, como comer e beber. As motivações podem alterar o valor dos atos. O pecado apresenta graus de feiura e impactos temporais. A definição de pecado é: “um mal orientado contra Deus, que envolve Ato (experiência pessoal-qualificado pela motivação ou ação), Natureza (condição herdada, inclinação para o mal, tendência)  e Culpa (condição imposta por antepassados e também por desconforto de atos próprios do passado). Leia os textos a seguir e prepare-se para fundamentar as afirmações acima. 1Co.10.31; 1Jo.5.17; Jó 19.11; Is.52.9; 1 Jo.3.4; 1Jo.1.10; 1Jo.3.6; Pv.28.13; Rm.7.15-17; 2Co.5.5-17; Cl.3.5-6; Rm.3.9-10; Rm.5.1; Rm.8.1.

*Exemplo de questões de prova oral: -Fundamente: Todas as situações em que podemos ajudar a alguém e não o fazemos, constitui pecado? Você pode vigiar suas motivações sempre? É possível viver sem pecar? Qual a diferença entre cometer o pecado e induzir ao pecado?

Dificilmente um aluno de teologia reclama de suas tarefas. São motivados pelos desafios que envolvem todos os juízos. Como soldados naturais, a guerra os atrai.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s