SEMPRE ACHO SOMENTE A MIM

Resultado de imagem para lado ruim de mim

Paulo Zifum

É uma descoberta incrível! Como nós, de modo tão tolo podemos tentar modelar tudo à nossa imagem e semelhança! Se tivermos sucesso, tornamos nossa vida um tédio.

É muito suspeita a amizade que busca apenas afinidade. É muito estranho quando tudo fica simétrico como a Apple ou quando tudo fica anárquico como Picasso.

Deus criou o mundo em ordem cuja regra é a diversidade. Quando foi que os homens começaram com essa ideia fixa de criar um mundo limitado a eles?

Hoje em dia, uma pessoa pode passar a vida toda encontrando apenas a si mesma em sua casa, em seus programas, em sua música, em sua confortável igreja, em suas amizades e conversas e, em fim, em seus pensamentos [ad nauseam].

Jesus foi resistido quando disse: “e conhecereis a verdade e a verdade vos libertará” (Jo.8.32). Nosso mau gosto por mentiras é bem antigo, e a maior delas é acreditar que podemos, “como Deus”, criar um mundo para nos vermos nele, e assim sermos felizes.

A comunidade pós-dilúvio narrada em Gênesis 11 não queria, jamais, criar diversidade ou confusão (Babel). O relato mostra a fixação humana por criar algo que possa ver a si no espelho. E hoje, até quando se faz pesquisa científica, o homem tenta achar a si mesmo em evolução. É o vício que condena gerações inteiras às mesmas músicas sentimentais, sem sucesso de acharem nada extraordinário. E o homossexualismo é como Narciso, uma unidade sem diversidade. Não há desejo sincero pelo outro e a maioria busca um par para namorar a si [ad nauseam].

Por isso, a proposta feita pelo cristianismo é a conversão. A procura, não mais de si, mas de Deus. E é Deus a fonte de toda a diversidade que nos leva à felicidade de amar o outro e conhecer a verdade que liberta. Nossa redenção está no encontro com o “totalmente outro” (Karl Barth).

Eu quero me converter. Hei de encontrar-me nele e nele ser achado (Fp.3.9).

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s