CARENTES DEMAIS

 

carentes-2

Paulo Zifum

quando alguém torna-se carente demais, as pessoas, para salvar a si, são tentadas a abandonar a relação  porque não dão conta da exigência toda” C. Chong

Somos pessoas carentes. É um traço da humanidade. Deus nos fez assim. Ele nos criou assim, no ponto certo, de modo que as pessoas ao redor sintam-se sempre úteis, criando um balanço bom de dar e receber.

Porém, todos conhecemos alguém que reclama o tempo dizendo que não ligaram, não lembraram, não se importam, não valorizam. São pais e mães que fazem os filhos sentirem-se um lixo ou filhos que criam culpa nos pais. São cônjuges que praticam a “tristeza como forma de egoísmo”. É o amigo que parece nunca estar feliz.

Segundo Henry Nowen, talvez, sejamos culpados por abrir nas pessoas espaços que nós mesmos não conseguimos preencher.

Até na igreja podemos perceber os pregadores mascates soltarem apelos do tipo “você que não está se sentindo bem, está desanimado”, num sinal de que a congregação está sempre carente de uma palavra nova de estímulo. Ninguém está forte e todos, supõe o dirigente, estão com autoestima lá em baixo.

É necessário afirmar o amor quase que o tempo todo no WhatsApp. Se alguém visualizar a mensagem e não responder, pronto. Tudo fica suspeito. Não importa se a amizade é antiga e robusta, não importa se a pessoa tenha declarado amor meses atrás. É preciso mandar bom dia todo dia.

Será que nosso uso da tecnologia está afundando a todos  numa superficialidade instantânea? Estamos ficando avançadamente infantis.

No passado, mandávamos cartas de amor. E o amor esperava. Hoje, o amor é rápido e precisa de doses diárias de estímulo. É um amor fraco. É mais presente com fotos e vídeos, mas é muito mais inseguro.

Não sou contra tecnologia e acho o smartphone quase um “carinho divino”. Minha vida mudou para melhor com essas novas soluções , mas minha comunicação não é mais a mesma.

Como reféns temos que conversar ao telefone só chapinhando palavras e borrifando sentimentos. Dedinhos presos na árdua tarefa de manter o status de Mr. e Mrs. Online. Há uma carência exagerada.

Se você está assim, ouça o que Chong diz na frase acima. Ouça antes que  alguém caia em tentação.

saiu-do-grupo

 

Anúncios

2 comentários sobre “CARENTES DEMAIS

  1. É meu amigo, tenho pensado sobre o assunto. Estes dias me peguei pensando no sentido que faz eu ter um plano de celular que me dá um monte de minutos de ligação e simplesmente “teclo” o bom dia, um “joinha” ou um curtir. Estou lutando para ligar, ouvir a voz, perceber os sentimentos e…”chorar de rir” ao telefone não é igual como pessoalmente, mas é bem melhor do que o KKKKKKKKKKKKKKK das redes!
    As vezes tenho vontade de correr destas carências todas, mas….
    Abraços

    • A carência humana, como bem apontou o Autor do texto, é uma característica concedida por Deus, portanto, como todos os outros sentimentos, merece todo o nosso zelo e atenção.
      Se tivermos um olhar cristão em nossos relacionamentos, sejam eles familiares ou institucionais, conseguiremos aferir as carências uns dos outros e ainda prover, na exata medida, as necessidades daqueles que nos cercam. Pois, salvo melhor juízo, sábio é aquele que consegue enxergar o óbvio e Cristo, em diversos momentos, expressou seu conhecimento por meio de simples ações (Jo 8-7).
      Por fim, no que concerne ao avanço tecnológico e a sua utilidade no convívio social, compartilho da mesma opinião do Autor. Acredito que os recursos eletrônicos hodiernamente disponibilizados são maravilhosos e, de fato, tem o condão de promover mudanças significativas em nossas vidas. Porém, compete a nós, seguidores e propagadores do evangelho, encontrarmos o equilíbrio para sua aplicabilidade.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s