FALO BAIXINHO

Sem título

Paulo Zifum

Falo aqui, baixinho. Secreto e triste. Falo com Deus, de mim, de meu homem do subterrâneo. Explico como as coisas funcionam, que, na verdade, não. Ah! Senhor! Eu sou honesto e triste! Queria ser diferente, mas deixo a desejar. Querem tomar em mim um pouco de alegria, mas nada tenho. Sou um desperdício. Ah! Senhor! Escuta o chiado. Enguiço bem na hora de ser feliz. Ai! Que vontade de chorar!

 

Anúncios

Um comentário sobre “FALO BAIXINHO

  1. “Quero ser feliz, mas não consigo.” Acredito que todos já ouvimos essa assertiva em algum momento da vida. Desespero, solidão, mágoa, são tantos os sentimentos que nos acometem e nos tiram a paz e, via de consequência, a nossa própria felicidade. Destarte, creio que felicidade não se conquista. Felicidade não se alcança. Felicidade não se adquire. Somos felizes quando aprendemos a ter o pleno controle dos nossos sentimentos. A dominar as situações colocadas à nossa frente. Confesso que às vezes choramos, mas em raros momentos. O segredo talvez seja a liberação gradativa, dia após dia, de doses comedidas de emoção e, se tivermos o equilíbrio adequado, com certeza seremos felizes, pelo menos naquele dia. Desta forma, eu tento ser feliz e chego até a pensar que consigo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s