MAMÃE TRATA E ZELA, SE PRECISO, DESCADERA

MOM

Paulo Zifum

Crianças tem uma miscelânea de lembranças e eu tive sorte em minha aquarela infantil. Em minha memória tenho minha mãe e dois lugares inesquecíveis: a cozinha e a surra. Sei que o último não é um lugar exatamente, mas é que eu passava tanto tempo lá que “geograficou”.

Sentia o amor de minha mãe ao comer seus quitutes. Lembro-me pela manhã da mesa vazia e apenas um prato para mim. Ela ficava me assistindo para perguntar: “está gostoso?” e eu, dizia “sim” sem parar de comer. Ela sorria e seu sorriso é um tesouro agora pra mim.

Não sabia, porém, o que acontecia nos finais de tarde. Mamãe parecia diferente e era nesse horário que o “couro comia”. Acho que as mães ficam cansadas depois de um dia inteiro cuidando de 11 filhos. Não me lembro de ternura nas refeições do fim da tarde. O inesquecível era cinto de couro de meu pai nas mãos da minha cozinheira enfezada. Ela aparecia do nada com aquela correia, dizendo: “vem cá, menino!”. Não sei porque, não sentia segurança em ficar. Ela dizia: “se correr é pior!”. Nunca me esquecerei desses acontecimentos na vida de minha nádegas tão fatigadas. Mamãe nos pegava em movimento. Correr não adiantava.

A mesma que dava colo de manhã, tascava o couro à tarde. Não me lembro de um dia sequer, sem levar bronca ou surra. Confesso que eu era um gordinho levado. Mas mamãe, enquanto me mantinha perto de suas comidas gostosas, conseguiu me afastar das más amizades e vícios.

Até hoje, eu a visito para comer aquelas “mágicas” que só ela faz. Casado e com filhos eu me sinto aquele gordinho diante de sua santa mãe. O cinto de couro de meu pai não voa mais, porém ainda o sinto ardendo na memória.

Com as comidinhas de seu amor, mamãe me amou. Com varinhas, chinelos e cintos ela me fez sentir o outro lado desse amor. Eu era um gordinho saudável: corria para comer e também pra não apanhar. De um jeito ou de outro. ela me amava.

*DESCADERAR  ou descadeirar: bater nas ancas, desconjuntar

 

Anúncios

Um comentário sobre “MAMÃE TRATA E ZELA, SE PRECISO, DESCADERA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s