DIGNIDADE DO MENDIGO

Resultado de imagem para mendigo logotipo

Como avaliamos a dignidade de uma pessoa?

Pelo tanto de bens que tem? Quanto vale um homem na guerra para o inimigo?  A aparência de uma pessoa pode interferir no juízo de valor que temos dela?  Qual o valor do feto numa gravidez indesejada?  Se um pai descobre que o filho não é seu, muda a dignidade desse filho?  O conhecimento muda a dignidade? O passado altera a dignidade? O lugar onde vive? A família em que nasce? Os dotes de beleza ou talentos atribuem mais dignidade à uma pessoa?

Seríamos hipócritas de disséssemos que não sofremos variação em nosso tratamento. Todos, em alguma escala, podemos mudar nossas afeições dependendo daquilo que julgamos aumentar ou diminuir a dignidade. Há quem ache que os ricos são menos dignos da misericórdia porque estão abastados, e ainda usam a frase que “é mais fácil um camelo passar por uma agulha que um rico entrar no céu”. Sim, é difícil uma pessoa muito rica ser salva, mas não é impossível para Deus.

Jesus não caiu no erro de julgar as pessoas pela aparência, riqueza ou talentos. Ele acolheu Judas depois de tê-lo traído, ele acolheu Pedro depois de tê-lo negado. O Senhor nos deixou o exemplo e nos direcionou para amar as pessoas.

Anúncios

Um comentário sobre “DIGNIDADE DO MENDIGO

  1. Somos assim. Julgamos pela aparência, pelo talento, pelas vestes e etc. Somos perfunctórios. Agir dessa maneira, faz parte da nossa própria essência. Conferimos respeito e honra sem o menor critério de avaliação.
    Por outro lado, entendo que Jesus Cristo é o único capaz de mudar esse quadro e atribuir, a cada um de nós, um juízo de valor mais ponderado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s