FIQUEI COM MEU AMOR

Resultado de imagem para despedida do navio

Paulo Zifum

Quando o navio ameaçou sair eu segurava a mão de meu amor. Tinha de tomar a decisão e não podia ter certeza. Seria ela um motivo maior que a felicidade imediata? Deveria deixar tudo e ficar?

Quando soltei sua mão num sinal de que partiria, ela chorou de um modo que jamais perceberia. Atravessei a plataforma e pensei em fazer o certo: ser forte e seguir minha vocação de ser…

E foi nesse momento que descobri quem eu era. Meu coração saiu pelos fundos para não enfrentar a razão. Não havia como explicar todo o gasto para aquela viagem que era um rumo e não apenas uma volta. As pessoas pensam que sempre podem sair por aí e dar uma volta na vida. Mas ninguém volta. Papai dizia “se for para algum lugar, leve com você a vida, senão você só pagará contas”.

No meio da multidão, eu vi o navio partindo. Por detrás dela sentia seu perfume. Queria tocá-la, mas não pude porque não tinha certeza daquilo que estava fazendo. Imóveis ficamos enquanto a multidão a despedir ia desaparecendo.

Agora era apenas o cais, eu e meu amor. Ela abaixou a cabeça. Segurei sua mão e colei o rosto em seu ouvido. Respirei pela primeira vez a certeza de que a coisa errada era agora minha sina. Ela me olhou com raiva pelo que sentiu. Eu a abracei tão forte para que pudesse me perdoar. Nunca deveria ter ido ao cais. Quase a perdi, mas essa prova era necessária.

Até hoje passeamos no cais. Vamos até o embarque é ficamos ali juntinhos. Ela me pergunta o que eu vou fazer da vida. Eu repondo que vou ficar com a vida. Ela brinca: “Mas, há tanta vida lá fora”. Eu então digo sussurrando: “Não! não há nada lá!”.

Faz 60 anos que desisti de ser um homem rico na Europa. Era a coisa certa a fazer, mas meu amor jamais poderia sair do Brasil. Meu erro foi ficar. E minha amada me recompensou todos os dias com o amor mais puro que um homem poderia receber.

Esperamos a multidão toda ir embora. Ela empurra minha cadeira de rodas até o carro. Nossos filhos acompanham de longe. Quando voltamos eles perguntam: “E aí? Como foi?”. Eu respondo rindo: “Decidi ficar com meu amor”.

 

Anúncios

Um comentário sobre “FIQUEI COM MEU AMOR

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s