FICAR COM AS PESSOAS

Imagem relacionada

Paulo Zifum

Há um tempo exclusivo que devemos dedicar às pessoas. Olhá-las com atenção e notar se estão felizes, calmas ou tristes. Existem horas que devemos escutar e ficar ali, ao lado com interesse, mesmo que seja ouvir uma divagação confusa.

É tão triste quando os pais só olham para os filhos para dar uma ordem ou fazer uma cobrança! A ânsia pelo desempenho reduz a relação a um fim utilitário. Sim, é preciso forçar a criança aos trabalhos a seu alcance, mas, é tão bom estar com ela para brincar, ou, pelo menos, assistir sua demonstração de felicidade. Alguns pais só se redimem na vida dos netos (felizes os que podem!).

Fique com as pessoas. Ao lado, e as ouça. Se puder olhe nos olhos. Não precisa perguntar nada, mas, se quiser, mande um “como vai você?”.

Agora, dance conforme a música (ou”fique conforme o momento”). Se ficar ao lado em silêncio é adequado, mas saiba que apatia não é ficar. Dizer “parabéns!” talvez baste. A terna expressão “sinto muito!” é bem apropriada, embora você ainda não tenha conseguido sentir tanto. E também existem horas que dizer “vou te deixar só um pouco” pode ser um respeito de ficar junto.

Fique perto do coração! Se puder, dos olhos também!

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s