MAU-HUMOR parte 1

Resultado de imagem para mau humor

Paulo Zifum

Mau-humor é diferente de tristeza, porque todo mau-humor é triste, mas nem toda tristeza é mau-humorada. Situações e pessoas podem causar tristeza, porém o mau-humor vem de dentro, do coração (Mt.15.15-18).

Encontramos em Gênesis 4 a primeira menção da Bíblia sobre o mau-humor:

Adão teve relações com Eva, sua mulher, e ela engravidou e deu à luz Caim. Disse ela: “Com o auxílio do Senhor tive um filho homem”. Voltou a dar à luz, desta vez a Abel, irmão dele. Abel tornou-se pastor de ovelhas, e Caim, agricultor. Passado algum tempo, Caim trouxe do fruto da terra uma oferta ao Senhor. Abel, por sua vez, trouxe as partes gordas das primeiras crias do seu rebanho. O Senhor aceitou com agrado Abel e sua oferta, mas não aceitou Caim e sua oferta. Por isso Caim se enfureceu e o seu rosto se transtornou. O Senhor disse a Caim: “Por que você está furioso? Por que se transtornou o seu rosto? Se você fizer o bem, não será aceito? Mas se não o fizer, saiba que o pecado o ameaça à porta; ele deseja conquistá-lo, mas você deve dominá-lo”. Disse, porém, Caim a seu irmão Abel: “Vamos para o campo”. Quando estavam lá, Caim atacou seu irmão Abel e o matou. Então o Senhor perguntou a Caim: “Onde está seu irmão Abel? ” Respondeu ele: “Não sei; sou eu o responsável por meu irmão? “Disse o Senhor: “O que foi que você fez? Escute! Da terra o sangue do seu irmão está clamando” Gn.4.1-10

Após a queda de Adão, toda a raça passou a viver um conflito interior com o pecado, uma tendência negativa da natureza. E o mau-humor de Caim nos mostra como somos inclinados a esse odioso vício de reagir de modo egoísta.

Caim tinha o direito de ficar triste por ser rejeitado. “Nenhuma disciplina parece ser motivo de alegria no momento, mas sim de tristeza” (Hb,12.11). Ficamos tristes quando perdemos algo ou quando somos atingidos por uma crítica. O problema não está na tristeza. Uma pessoa pode estar triste e controlar seu semblante, mas o mau-humor cria uma carranca sombria.

Deus de modo gentil vai procurar Caim para ajuda-lo. É o que a maioria faz quando vê algum amuado. Porém, o texto nos revela que Deus estava preocupado com algo perigoso dentro de Caim.

As pessoas ficam mau-humoradas por diversas razões, mas parece que a maioria cai da armadilha da inveja. Caim foi incapaz de alegrar-se com o sucesso de Abel, deixando um vácuo. Ora, se você não celebra, dificilmente fica neutro, isento de sentimentos outros. Uma ruidosa comparação virá seguida de inveja secreta: “por que ele e eu não?” E esse pecado não vem de fora.

O mau-humor é residente. Há em nós uma tendência negativa, uma “gravidade” que nos puxa e é ela pode nos trair abrindo a porta para o mal. Quando Deus diz à Caim que “o pecado está à porta” estava avisando que algo pior e mais danoso poderia entrar na vida de Caim (Ef.4.27).

Todo mau-humor nos coloca num caminho rebelde, numa rota de separação de Deus e das pessoas. Caim nada responde quando Deus faz sua primeira abordagem de redenção. Ao que tudo indica, continuou aborrecido e mau-humorado até abrir a porta.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s