PAPAI CASOU POR AMOR (parte2)

PAPAI 2

Paulo Zifum

Meu pai não disse, mas acredito que o delegado já conhecia os desafetos da família. Minha avó era uma cabocla muito brava e pouco civilizada. A pobre moça vivia num lar hostil e o delegado acreditava que um bom casamento a salvaria.

-Vicente, se aquela onça não deixar a moça casar, eu mesmo vou autorizar -disse o delegado. E assim começou a guerra pela mão de Carmelita. E a coisa ficou feia!

Joaquim, o pai da moça, era passivo. O delegado disse a ele: -Dona Maria não vai impedir a felicidade da moça. Vicente é um bom rapaz. O casamento vai acontecer. -Mas, ela é menor de idade! -reclamou Joaquim, quase sem voz. -A gente resolve isso – encerrou o delegado arrumando o coldre.

Vicente descobriu que a moça não tinha documentos. Ele foi até o cartório e contou a história toda. O dono do cartório, para ajudar, alterou o registro de nascimento de Carmelita. Agora ela não tinha mais 17 anos e sim 18. Era uma conspiração!

Marcaram o dia do casório. Mas, será que conseguiriam?

 

Anúncios

Um comentário sobre “PAPAI CASOU POR AMOR (parte2)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s