BARRIGA CHEIA

barriga cheia

Paulo Zifum

a maioria é mais amiga das blandícias dos vícios do que da útil aspereza das virtudes” Sto Agostinho

O que acima de tudo interessa é:
— que cada um aumente cada vez mais as suas riquezas;
— que estas cubram as prodigalidades diárias com que o poderoso conserva submisso o débil;
— que os pobres, procurando encher a barriga, estejam dispostos a agradar aos ricos;
— que sob a sua protecção disfrutem duma pacífica ociosidade;
— que os ricos abusem dos pobres, aumentando assim a sua clientela para serviço do próprio fausto;
— que os povos dêem os seus aplausos não aos defensores dos seus interesses, mas aos generosos com os seus vícios;
— que não se dêem ordens difíceis nem se proíba o que é impuro;
— que os reis se preocupem, não com o bem, mas com a submissão dos seus súbditos;
— que as províncias sirvam aos seus governadores, não como a moderadores dos costumes mas como a donos dos seus bens e provedores dos seus prazeres;
— que as leis se apliquem, mais para que ninguém cause dano à vinha alheia do que para defender a vida própria;
— que se construam enormes e sumptuosos edifícios;
— que sejam frequentes e opíparos os festins;
— que, onde lhes aprouver, cada um possa, de dia ou de noite, jogar, beber, vomitar, dissolver-se;
— que por toda a parte ressoe o barulho das danças;
— que seja considerado como inimigo público aquele a quem esta felicidade desagrada».

O texto acima é de Santo Agostinho em sua obra Cidade de Deus (426 d. C.), escrito no período em que o Império Romano estava em queda. Assusta o modo como os interesses romanos, depois de séculos, encontram forte eco em nossa sociedade do século 21.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s