NÃO EMBARACE A CRIANÇA

Resultado de imagem para deixai vir a mim

Paulo Zifum

Trouxeram-lhe, então, algumas crianças, para que lhes impusesse as mãos e orasse; mas os discípulos os repreendiam. Jesus, porém, disse: Deixai os pequeninos, não os embaraceis de vir a mim, porque dos tais é o reino dos céus. E, tendo-lhes imposto as mãos, retirou-se dali.” Mt.19.12-15

 

Há dois tipos de embaraço que privam as pessoas: o NATURAL (da condição da própria pessoa) e o da AÇÃO EXTERNA (imposição de alguém). O texto acima fala que além de ser criança com seus impedimentos naturais, surge um impedimento causado. Esse impedimento operado pelos discípulos foi fruto de uma ignorância a respeito da necessidade espiritual da criança (vivemos num mundo que rejeita essa concepção do ser). Quando não temos discernimento sobre os pequeninos, podemos negligenciar suas necessidades mais profundas. E isso não é por maldade, mas por ignorância.

Podemos embaraçar (privar) as pessoas quando partimos da crença de que não precisam de determinadas coisas. Nossa falta de sensibilidade, amor e conhecimento das reais necessidades do outro, nos liberam da consciência de patrocinar suas necessidades.

A vulnerabilidade da criança para o ensino é assunto acalorados debates onde se resiste  a interferência maléfica do Estado com a polêmica ideologia de gênero. Uma onda de educadores que ignoram as necessidades transcendentes da criança dizem, que num Estado laico não se pode ensinar religião (isso por causa da religião cristã). Mas, isso não é sensível à criança, e sim, favorável a um grupo ideológico.

A vulnerabilidade da infância é uma fase pela qual todos nós passamos, e, Deus nos criou assim para que fosse fácil nos conduzir à toda verdade e bondade. Só há um problema: o ensino moral não é suficiente para suscitar a virtude. A maioria dos jovens são vencidos pelos vícios, pois falta-lhes o poder da virtude para vencer um mundo. Ora, o mundo (governos e mídia) é relativista e falso, pois elogia a moral mas, na verdade celebra o imoral. Embaraçadas,  crianças sem transcendência não chegam à fonte da virtude, que é Jesus.

Porém, graças a Deus, a Igreja abre suas portas para receber os pequeninos! Devemos agradecer aos pais que levam seus filhos para aprenderem sobre Jesus e dele receberem, não só a benção do ensino moral, mas o poder virtuoso para colocarem em prática esse ensino.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s