SAÍDA PARA O HOMEM DO SUBSOLO

Image result for nicodemos

Paulo Zifum

“Sou um homem doente…Um homem mau. Um homem desagradável. Creio que sofro do fígado. Aliás, não entendo níquel da minha doença e não sei, ao certo, do que estou sofrendo. Não me trato e nunca me tratei, embora respeite a medicina e os médicos. Ademais, sou supersticioso ao extremo; bem, ao menos o bastante para respeitar a medicina. (Sou suficientemente instruído para não ter nenhuma superstição, mas sou supersticioso.) Não, se não quero me tratar, é apenas de raiva. Certamente não compreendeis isto. Ora, eu compreendo.” Memórias do Subsolo (Fiódor Dostoiévski, 1864)

Dostoiésvski é magistral ao tratar nosso conflito interno. Acho, mesmo, que a maioria de nós tem esse mesmo problema do homem do subsolo. Somos teimosos para tratar o que realmente nos aflige e insistimos em dizer que é fígado.

Uma pessoa pode ser doente, má e desagradável sem, contudo, atingir verbalmente ou fisicamente a ninguém. Um sujeito pode chegar a essa conclusão por notar sua exagerada ansiedade de aceitação, por pensamentos sombrios e uma apatia acentuada para com tudo. Basicamente, o fingimento encerra alguém numa vida subterrânea.

Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e perverso; quem o conhecerá?”

Essa afirmação do profeta Jeremias (600 a.C.) dá apoio a Dostoiévski. E, por vezes, não entendemos “níquel” do fluxo confuso de nosso coração que ora ama, ora odeia ou que ora é confiante, ora covarde. Acordamos heróis com sentimentos altruístas, mas no fim da tarde somos bandidos. Somos capazes de enganar até o terapeuta.

Talvez, por essa necessidade, Nicodemos, príncipe dos judeus, foi impulsionado a conversar com Jesus. Mas, o encontro não poderia ser às claras por causa do preconceito que a classe nobre tinha para com o mestre popular. Jesus, de modo amoroso e direto diz a ele: “em verdade, em verdade te digo que aquele que não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus.” (Jo.3.3). Jesus evita elucubrações sobre filosofia ou ética rabínica. Ele vai direto ao ponto redentor, dizendo que para o homem caído no subsolo, só o milagre do novo nascimento. Nicodemos ficou atônito. Mas, quem não ficaria?

Toda a explicação do Evangelho insiste em parar o homem, persuadi-lo à confissão de seu pecado que não quer limites. Quando, cansado de viver no subsolo da verdade, o homem pode reconhecer sua impotência e pedir “Filho de Davi, tem misericórdia de mim”. Nessa hora, encontrará a saída.

*Foto: Leia na íntegra a conversa e o discurso

https://www.bibliaonline.com.br/acf/jo/3

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s