DEPRESSÃO: Escape!

Resultado de imagem para escape

Paulo Zifum

Meu amor, deixa eu chorar até cansar
Me leve pra qualquer lugar
Aonde Deus possa me ouvir
Minha dor, eu não consigo compreender
Eu quero algo pra beber
Me deixe aqui, pode sair
Vander Lee

Quando você entra em depressão, nem sempre dá para perceber, porque o saguão de recepção é apenas gelado. Mas, depois que a vítima desce as escadas, fica perdida em meio à pensamentos negativos e culpas razoáveis. Aqueles que conseguem parar nas escadas e questionar o estranhamento, podem até ficar chorando alí por dias, mas sobem e encontram saída.

Dona Tita foi muito esperta. Seu marido chegava bêbado e a maltratava. Os filhos sofriam, mas Tita os protegia com todas as forças. No dia seguinte, muito magoada, ela cortava os cabelos longos e belos como forma de protesto. Depois deixava todas as flores do jardim morrerem. Não havendo saída, após anos de abuso do marido, criando os filhos sozinha, resolveu divorciar-se. Ela subiu as escadas e correu porta fora da depressão.

Bianor tinha tudo para ser depressivo. Traído pela esposa, foi acusado de abusar dos filhos pequenos. Mas, apegou-se em Deus e fez muitas súplicas na prisão. Depois de passar 5 anos na cadeia, foi considerado inocente pelo depoimento dos filhos que confessaram teem sido manipulados pelo mãe. Escapou de ficar louco.

Papu foi rejeitado pelos pais quando nasceu. Foi criado pelos tios que o colocavam para dormir do lado de fora de casa. Só podia comer do lado de fora o que sobrava. Os primos o empurravam e o maltratavam. Um dia o tio bêbado o espancou e o expulsou de casa. Outra família o acolheu, mas parecia que não haviam cristãos num raio de 100 quilômetros. Foi uma sucessão de sofrimento. Mas, Papu se considerava diferente e se concentrou em arrancar toda maldade de seu coração. Até que encontrou uma moça cristã com a qual se casou. Escapou.

Liandro perdeu tudo para um sócio. Ficou na miséria. Depois ficou muito doente e  o casamento acabou. Sua família acreditou que ele estava envolvido em algum negócio criminoso. Ficou sozinho e perdido. Começou a dormir na rua e juntou-se com mais três andarilhos. Depois de vivenciar o drama deles, resolveu ajudar cada um deles a sair daquela situação. Escapou por pouco.

Mas, nem todos conseguem escapar e, por muito menos, descem e entram nos labirintos da mágoa, vitimização e desespero. Com distorções da realidade, a mente sofre fortes lesões e “um abismo chama outro abismo”.

Deus pode apontar o escape, mas nem todos percebem. Mesmo assim, ainda assim, Deus pode resgatar os angustiados de espírito usando agentes piedosos, profissionais e remédios.

Há esperança!

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s