PODER NA FRAQUEZA

Resultado de imagem para força na fraqueza

Paulo Zifum

Para impedir que eu me exaltasse por causa da grandeza dessas revelações, foi-me dado um espinho na carne, um mensageiro de Satanás, para me atormentar. Três vezes roguei ao Senhor que o tirasse de mim. Mas ele me disse: “Minha graça é suficiente para você, pois o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza”. Portanto, eu me gloriarei ainda mais alegremente em minhas fraquezas, para que o poder de Cristo repouse em mim.
Por isso, por amor de Cristo, regozijo-me nas fraquezas, nos insultos, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias. Pois, quando sou fraco é que sou forte.  2 Co. 12:7-10

Qual é o seu discernimento sobre suas fraquezas?

Existem 3 tipos de fraquezas: a natural (superável ou não), optada (bem-vinda pela covardia/preguiça) e a que imposta (que não pode ser superada).

A natural fala da condição na qual Deus nos permite nascer e que nos desafia a superar. Não saber fazer algo, não ter habilidade, não ter treinamento, não ter meios físicos ou materiais para realizar certas coisas. Alguns podem não ter beleza, inteligência ou talentos , mas algumas dessas limitações podem ser superadas, como podemos notar na cura do cego de nascença, onde Jesus afirma um propósito maravilhoso (Jo.9.1-10).

A optada não é de fato fraqueza comprovada, antes uma negação do uso da força. Pode ser uma decisão errada por covardia. O sábio disse: “se te mostrares fraco no dia da angústia, tua força será pequena” (Pv.24.10). Esse tipo de pseudo-fraqueza pode uma malandragem usada pelo preguiçoso que diz: “Há um leão lá fora! Serei morto se sair à rua!” (Pv.22.13). Essa fraqueza pode ocorrer por covardia, conveniência ou egoísmo, criando uma narrativa de vitimização.

imposta por Deus pode ser uma condição antiga ou uma intervenção nova, onde o Senhor deseja ensinar algo valioso para a pessoa fraca ou para quem está ao redor. A característica desse tipo de fraqueza é sua “pena dura” contra a idolatria e o orgulho.

O apóstolo Paulo fala sobre esse tipo específico de fraqueza que envolve a ordem divina e sua instrumentalidade tanto podem ser pessoas normais ou agências de Satanás. Essa ação de Deus, que parece dura demais, é um meio de nos manter a salvo de nossa natureza vaidosa.

Nem todos reagem bem quando não conseguem superar suas limitações e se deixam levar por sentimento de frustração e amargor contra Deus. Incapazes de notar que a luta por superação e até por perfeição, pode ser um desejo idólatra. Muitos não pretendem glorificar a Deus e sim a si mesmos, provando serem capazes ou irresistíveis. Por vezes, esses desejos encontram uma enorme e intransponível barreira.

Algumas falhas e limitações em nossa vida nos entristecem muito. Situações em que perdemos o controle ou somos insuficientes, podem nos deixar expostos à duras críticas e execuções de outros. Se “esbofeteado” e humilhado pode acabar com a vida de uma pessoa. Moisés, o grande líder de Israel, viveu isso e dirigiu a Deus as seguintes palavras: “Se é assim que vais me tratar, mata-me agora mesmo; se te agradas de mim, não me deixes ver a minha própria ruína” (Números 11:15).

Paulo mostra o quanto o discernimento sobre como esse tipo de fraqueza é uma redenção. Essas fraquezas nos convidam a dar o poder a Deus, a depender dele e alegrar-se nele. É um tratamento preventivo de Deus na vida de seus filhos. Isso tudo exige fé, pois é uma perspectiva obtida pela confiança em Deus.

As pessoas que andaram com Deus nessa visão nem sempre “apagaram a força do fogo, escaparam do fio da espada” (Hb.11.34a), mas “da fraqueza tiraram forças, na batalha se esforçaram, puseram em fuga os exércitos” (Hb.11.34b).

Como você tem administrado algumas situações em sua vida? Você tem fraqueza ou preguiça? Consegue perceber algumas fraquezas que Deus usa para tratar seu coração, para tratar seu orgulho? Você em tirado força da fraqueza?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s