NÃO FALE MAL DA NOIVA!

Imagem relacionada

Paulo Zifum

Um dos sete anjos que tinham as sete taças cheias das últimas sete pragas aproximou-se e me disse: “Venha, eu lhe mostrarei a noiva, a esposa do Cordeiro”. Apocalipse 21.9

Não há nada de errado em apontar um defeito na noiva. Mas, alguns só falam mal e isso rompe qualquer possibilidade de relacionamento com o noivo.

Conta-se a história de uma noiva muito pobre que, próximo à data do casamento, estava aturdida cuidando dos irmãos pequenos e de sua mãe doente. Era uma moça com poucos dotes e faltava-lhe um pouco de treinamento no trato com as pessoas, porém, era esforçada e trabalhadora.

Certa vez, precisou ir à mercearia comprar leite, mas o dono negou pois a família já não pagava a conta há meses. Diante das pessoas, irritada, a moça cuspiu no chão e soltou um horrível palavrão. O ocorrido virou assunto na vila.

Alguns diziam: “pobre noivo!” e, outros pintavam da pobre moça a pior descrição. E, como era de esperar, a história chegou aos ouvidos do noivo numa versão muito pior e cheia de malícias. Pessoas chegaram a alertar o noivo de que não deveria casar com aquela “pequena bruxa”.

Entristecido, o noivo seguiu com os preparativos do casamento porque amava sua noiva mais que tudo. Preocupado, enviou mensageiros disfarçados para sondar as opiniões do povo da vila.

Faltando sete dias para o casamento, na porta da Igrejinha após o culto matutino, um pequeno grupo reuniu-se para falar da noiva. E uma das irmãs discursou:

-Precisamos fazer algo por nossa noivinha. Todos sabem o que ela tem passado nos últimos anos com a perda do pai e a enfermidade da mãe. Não tem tempo para nada trabalhando de dia e de noite. A pobre não tem modos e veste-se muito mal. O que vamos fazer por ela? -perguntou em tom pausado, cruzando os braços.

-Posso essa semana ficar com os irmãos mais novos dela. -disse uma das irmãs.

-Decidimos pagar a dívida na mercearia. -contou sorrindo um dos presentes, abraçando mais dois homens que olhavam para baixo.

-Vamos leva-la para comprar roupas novas.-disse a esposa do único médico da cidade.

-E eu? Fico com a tarefa mais difícil? -ranzinou uma irmã baixinha que sempre falava fechando um dos olhos.

-Sim! Só você mesmo irmã, para dar um jeito naquele cabelo. Depois de nosso Senhor, você é a que mais milagres por aqui! -disse o pastor, rindo alto da própria piada.

Um dos espiões do noivo estava próximo a ouvir aqueles caridosos amigos da noiva.

E, chegado o tão esperado dia do casamento, toda a vila afluiu para a Igreja. Naquele lindo domingo pela manhã não coube o povo que desejava prestigiar o noivo que era um nobre vindo de uma terra distante.

Após a cerimônia, trombetas surpreenderam a todos, pois um arauto declarou que faria a leitura dos nomes dos convidados para a grande festa de núpcias. Nesse momento, foi grande a decepção, pois a lista era muito seleta e os resmungos pareciam várias carroças rangindo.

Após mais um longo toque das trombetas o arauto gritou: “Venham os convidados, considerados amigos da noiva e do noivo!”

Para um bom entendedor, é suficiente a explicação de que os críticos da Igreja de nosso Senhor, os que a julgam sem socorrê-la, os que a difamam sem por ela orar, não estarão jamais na lista das Bodas do Cordeiro.

Eu sou a noiva e, ao mesmo tempo, amigo da noiva. Cuido para não perder esse senso, pois Ele saberá, certamente, quem são os amigos verdadeiros.

Anúncios

Um comentário sobre “NÃO FALE MAL DA NOIVA!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s