A NEBULOSIDADE DAS FRONTEIRAS

Resultado de imagem para estrada com neblina

Paulo Zifum

toda exatidão aparente sempre negligencia a nebulosidade das fronteiras” Vern Poythress -Teologia Sinfônica

A ânsia de definir coisas, pessoas e fenômenos é natural. A lavadeira esfrega a toalha branca e, o resultado dependerá do padrão aplicado e dos brancos comparados. O juízo da lavadeira pode ser um, da patroa outro e dos convidados outro.

A questão é que, haverá dúvidas se algo ou alguém está longe ou perto da fronteira. Haverá discussão de legitimidade ou invasão. E o problema torna-se mais complexo quando as pessoas traçam fronteiras em pontos diferentes, invocando um ideal pessoal.

Tudo fica muito nebuloso!

A Bíblia nos oferece diversos exemplos de como as coisas podem não parecer muito claras no juízo humano. Um dos casos é o de Judá e sua nora Tamar:

disseram a Judá: “Sua nora Tamar prostituiu-se, e na sua prostituição ficou grávida”. Disse Judá: “Tragam-na para fora e queimem-na vivaGênesis 38:24

Se você clicar no link acima poderá notar as fronteiras morais que podemos estabelecer. Depois de  definir, podemos invocar exatidão de nosso juízo sem dar ao outro o benefício da dúvida. Essa história de Judá é picante e muito confrontativa. O final traz impacto sobre nossa vida quando a verdade vem à tona e as névoas se dissipam.

Outro caso semelhante ocorreu com Jesus e a mulher adúltera:

disseram a Jesus: “Mestre, esta mulher foi surpreendida em ato de adultério.
Na Lei, Moisés nos ordena apedrejar tais mulheres. E o senhor, que diz?
João 8:4,5

Eles estavam numa fronteira para definir o valor de uma pessoa diante da lei. Só não sabiam que estavam diante do próprio Legislador e Juiz. E parecia que estavam preocupados com a exatidão da interpretação da lei, mas na verdade queriam empurrar a Jesus para fora do legítimo.

O que podemos perceber nesses dois incidentes é que os homens não são confiáveis quando o assunto é exatidão. Nossos julgamentos são limitados à aparência e afetados de enganos. Precisamos considerar com humildade a possibilidade de que nossos marcos epistemológicos e nossa matriz teórica precisa passar pela auditoria das Escrituras* cuja fronteira está bem definida.

*A Bíblia, começando de Gênesis, tem fronteiras muito bem definidas com leis apodíticas, com juízos perfeitos numa revelação progressiva até seu ápice em Jesus e seu Sermão do Monte. E Jesus como rei e juiz tem sua voz ecoando pelas cartas até encerrar-se em Apocalipse (a fronteira do cânon). Porém, isso não significa que a Bíblia revela todas as coisas. Existem assuntos ora especulados que foram reservados por Deus (Dt.29.29) e que configuram clássicas fronteiras nebulosas. Mas, o que foi revelado é suficiente para esclarecer tudo que precisamos moral e espiritualmente.

 

Anúncios

2 comentários sobre “A NEBULOSIDADE DAS FRONTEIRAS

  1. Olá,

    Pastor Jucimar,preciso lhe dizer o quanto sou ministrada por estas mensagens.
    Quero agradecer,e lhe fazer uma sugestão, acredito que não sou a primeira!
    Poderia fazer um livro,com estas mensagens,e com certeza estas mensagens chegaria onde as redes sociais não chegam.

    Obrigada,

    Tenha um ótimo dia,para você e sua família.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s