CHEGAR ATRASADO

Chegar atrasado é um acontecimento que pode ser explicado, pode ser tolerado e, em alguns casos, pode até ser um benefício. Mas, a verdade é que atrasar, na maioria das vezes, é um dos efeitos mais danosos do pecado.

O “delay” começou no Éden quando o Adão demorou para atender o chamado de Deus. De lá pra cá, atrasamos em tudo, elegemos prioridades erradas, calculamos  mal a agenda e os projetos. Também negamos com dolo vários direitos alheios.

Atrasamos no amadurecimento e, por consequência, postergamos decisões que tinham prazo urgente. O caos surge por todo tipo de atraso, desde omissão de educação até a demora em ir dormir. Tudo sofre um efeito onde um pequeno atraso pode desencadear uma guerra.

A Bíblia diz que “tudo está sujeito à inutilidade, e a natureza geme dores de parto” (Rm 8), ou seja, há um problema grave no andamento das coisas.

Esse problema do pecado causa um erro de leitura do tempo, uma espécie de maldição que deixa um “ponto cego” em alguma esfera da vida.

Por isso, o atraso é inevitável. Há de ocorrer em algum momento, humilhando o mais pontual de todos os homens.

A única forma de tratar esse traço da natureza é confessando-o como pecado. Sem dar desculpas ou culpar algo ou alguém, devemos confessar apenas a falha como tal.

Eu estou com minhas contas atrasadas. Compromissos comigo mesmo e com as pessoas são áreas que preciso tratar.

E o farei… antes que seja tarde demais.

Anúncios